Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / D. António Luciano Costa novo bispo de Viseu

D. António Luciano Costa novo bispo de Viseu

António Luciano dos Santos Costa tem 66 anos e foi nomeado esta quinta-feira pelo Papa Francisco novo bispo de Viseu.

Para D. Ilídio Pinto Leandro, que pediu a resignação do cargo por razões de saúde, foi a escolha certa, tendo em conta que é alguém que a diocese já conhece.

“Foi professor no Centro de Viseu da Universidade Católica e no Instituto Superior de Teologia, portanto os padres mais novos foram seus alunos. E é alguém que com uma formação multifacetada, foi enfermeiro, formou-se em Teologia Moral na mesma escola onde eu também estudei em Roma”, conta à Renascença.

“É um homem em quem a diocese pode confiar totalmente”, garante ainda D. Ilídio, que na hora da despedida deixa um agradecimento alargado à diocese de Viseu.

D. Ilídio diz que é da diocese da Viseu e que vai continuar a servir povo como há 12 anos, quando foi nomeado bispo da diocese de Viseu.

Um novo bispo que é enfermeiro

António Luciano Costa nasceu a 26 de março de 1952, em Corgas, freguesia e paróquia de Sandomil, no concelho de Seia, distrito da Guarda.

Mais velho de sete irmãos, frequentou a Escola de Enfermagem Dr. Ângelo da Fonseca, em Coimbra, e trabalhou como enfermeiro nos Hospitais da Universidade (HUC).

Depois de cumprir o serviço militar em Moçambique, retomou funções nos HUC, completando a formação em Enfermagem.

Em 1980, iniciou o percurso para a formação sacerdotal. Foi ordenado padre a 29 de junho de 1985, na Sé Catedral da Guarda. Ao longo dos anos, fez parte da Equipa Formadora do Seminário Maior, foi diretor espiritual, responsável pelo Secretariado das Vocações e Pré-Seminário, colaborou na capelania do estabelecimento prisional e foi professor de Educação Moral e Religiosa Católica no Colégio Diocesano de São José.

Em 1987, foi enviado para Roma para estudar Teologia Moral na Academia Alfonsiana. Integrou a Comunidade do Pontifício Colégio Português e concluiu a licenciatura com uma dissertação sobre o pensamento e obra de Bernard Haering: “Ser Livre em Cristo, Projecto Responsável do Homem”.

Em outubro de 1989, iniciou funções de professor de Teologia Moral no Seminário Maior da Guarda e de Deontologia Profissional e Ética na Escola de Enfermagem, funções que exerceu até ao ano académico de 2011.

Foi vice-postulador da Causa de Beatificação e Canonização do Venerável Servo de Deus, D. João de Oliveira Matos, que foi bispo auxiliar da Guarda.

Nomeado juiz do Tribunal Eclesiástico para as Causas de Beatificação e Canonização dos Veneráveis Servos de Deus Monsenhor Joaquim Alves Brás e Beata Rita Amada de Jesus, foi também diretor do departamento diocesano das Missões.

A partir de janeiro de 1991, foi pároco de várias paróquias, primeiro no arciprestado da Guarda e depois no da Covilhã, onde criou uma capelania na Universidade da Beira Interior.

Lecionou na Faculdade das Ciências da Saúde até 2016-2017 e fez estudos em Bioética, no Centro de Bioética da Faculdade de Medicina, Hospital de Santa Maria.

Em setembro de 2009, foi nomeado Capelão Coordenador do Hospital da Guarda. Foi ainda docente de Teologia Moral no Instituto Superior de Teologia das Beiras e Douro, com sede em Viseu, e também deu aulas de Doutrina Social da Igreja, Ética e Bioética no Pólo de Viseu da Universidade Católica Portuguesa. Foi capelão do Instituto Politécnico da Guarda.

Em 2010, foi nomeado vigário episcopal para o Clero e diretor da Casa Sacerdotal Diocesana da Guarda e, em 2012, cónego da Sé da Guarda.

 

Pode ver também

Padre agredido após celebração da missa

Foi na capela de nossa senhora da guia em cambres Lamego que no passado domingo …

Comente este artigo