Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / “Conversas à Beira-Douro” debatem futuro do antigo Hospital de Lamego
Antonio_Marques_Luis_2016

“Conversas à Beira-Douro” debatem futuro do antigo Hospital de Lamego

O Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lamego, António Marques Luís, vai ser o orador convidado da próxima edição das “Conversas à Beira-Douro” que debaterá o futuro do antigo Hospital Distrital de Lamego.

Propriedade desta instituição, o edifício está hoje desativado e em profundo estado de degradação, aguardando que seja encontrada uma solução que vise a sua requalificação para ser integrado na rede nacional de cuidados continuados.

Dinamizada pela sociedade civil, a iniciativa “Conversas à Beira-Douro” constitui um importante espaço de reflexão e discussão local que se tem debruçado, em anteriores edições, por um leque alargado de temas cruciais para o futuro do desenvolvimento da cidade e do concelho.

A jornada dedicada ao Hospital que foi fundado em 1519 e que fez parte, até 2013, da rede de cuidados hospitalares do Serviço Nacional de Saúde, vai decorrer no próximo sábado, 18 de junho, a partir das 15 horas, no Salão Nobre da Misericórdia, situado no Largo Dr. João de Almeida. A entrada é livre.
“É indubitável que Lamego não pode cruzar os braços perante a iminente perda de um espaço de valorização do concelho e da sua relevância regional. Por isso esta não é apenas mais uma Conversa à Beira-Douro. É uma jornada de encontro com o passado, tentando vislumbrar o futuro. É um encontro de gente interessada em abraçar uma luta que deve ser de todos. Um fórum de reflexão e de reunião de vontades. Um projeto de cidadania”, exortam os promotores desta iniciativa, no convite público que endereçam à população para garantirem a sua participação cívica.
Recorde-se que, no âmbito do processo do antigo Hospital Distrital de Lamego, a Misericórdia de Lamego pretende que sejam identificadas, pelos Ministérios da Saúde e da Segurança Social, as áreas em que existe deficiente ou inexistente cobertura regional de prestação de cuidados de saúde para que depois seja possível formalizar acordos que suprimam essas lacunas.

 

Pode ver também

IMG_9532

Onde está o saneamento? População de Casaldeiro revolta-se e pára obras em curso

Fartos de promessas, a população de Casaldeiro decidiu meter-se na estrada e resolver o assunto …

Comente este artigo