Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Centro de operações de mobilidade de Viseu ficará com “aspeto de um aeroporto”

Centro de operações de mobilidade de Viseu ficará com “aspeto de um aeroporto”

O presidente de Câmara de Viseu diz que o novo centro de operações de mobilidade da cidade ficará com “aspeto de um aeroporto” e que o edifício terá painéis solares para o sustentar, tornando-o “amigo do ambiente”.

No dia em que fez a apresentação pública do novo Centro de Operações de Mobilidade de Viseu (COMV), na atual central de camionagem, o autarca disse que, “com todos os requisitos”, o espaço “fica com o aspeto de um aeroporto, mas rodoviário, ou seja, moderno e acessível, tirando partido do aspeto atual” do edifício.

Almeida Henriques diz que a autarquia “Não deixou de pensar na vertente energética e o edifício terá painéis fotovoltaicos que, no fundo, vão permitir compensar os gastos diretos diários da energia utilizada no funcionamento do equipamento.

A ampliação do atual edifício e a criação de um parque de estacionamento para 190 viaturas ligeiras, nas traseiras do prédio, foram outras das especificidades apresentadas, numa obra total de 4,6 milhões de euros, a ser executada em 560 dias.

O espaço de mais de 15 mil metros quadrados manterá os três pisos atuais do edifício e agregará os transportes de rede nacional, intermunicipal, municipal e urbana, estacionamento para bicicletas e as novas trotinetes elétricas, assim como os acessos pedonais.

O dia 02 de abril “marca uma nova era na mobilidade de Viseu” com a entrada em vigor dos novos horários dos transportes urbanos, “que serão ajustados às medidas das necessidades, quer para as escolas ou para o trabalho, como as zonas industriais, ou até mesmo para o lazer”, realçou o autarca de Viseu.

Também com a entrada do novo mês, entrará em funcionamento mais uma linha de autocarro, para a freguesia de Silgueiros, e começam a circular de forma contínua os novos miniautocarros.

Atualmente, segundo dados da autarquia facultados à agência Lusa, a central de camionagem tem, sem contabilizar os autocarros de transportes urbanos, 15 operadoras a funcionar no espaço e recebe diariamente perto de 350 autocarros e cerca de 1.500 a 2.000 passageiros, sendo que “há épocas pontuais de maior fluxo” de pessoas.

 

Pode ver também

Queda de neve corta estradas no norte do distrito de Viseu

A queda de neve no norte do distrito de Viseu obrigou esta quinta-feira, 14 de …

Comente este artigo