Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / CDU Viseu contra a constituição da empresa intermunicipal para gestão da água

CDU Viseu contra a constituição da empresa intermunicipal para gestão da água

Os presidentes das câmaras municipais de Viseu, Mangualde, Nelas, Penalva do Castelo, Sátão, São Pedro do Sul, Vila Nova de Paiva e Vouzela celebram esta segunda-feira, o protocolo de cooperação para a constituição de uma empresa intermunicipal de abastecimento de água e saneamento na região.

A iniciativa visa criar as condições para a realização de investimentos estruturantes no sistema de armazenamento, tratamento e distribuição de água nestes municípios, através do reforço da capacidade da barragem de Fagilde e da construção futura da barragem do Vouga, e a sua exploração eficiente e integrada.

Este acordo vai permitir ainda à região, o acesso a financiamentos comunitários do PORTUGAL 2020 para o desenvolvimento dos estudos e projetos de construção da barragem do Vouga.

A Águas de Viseu (SMAS) será responsável pelo desenvolvimento destes trabalhos, assim como de candidaturas a financiamento.

Contra a assinatura do protocolo intermunicipal está a CDU Viseu, Filomena Pires candidata comunista à autarquia, diz que este protocolo é dispensável, quando já existem os SMAS (Serviços Municipalizados de Água e Saneamento) que no entender da CDU já fazem o trabalho da empresa agora recém criada.

Filomena Pires diz que o protocolo intermunicipal, Águas de Viseu, não é mais do que uma manobra eleitoralista.

Para a candidata da CDU à câmara de Viseu, o protocolo vem substituir a empresa Águas de Viseu, que acabou por ser chumbada pelo tribunal de contas, Filomena Pires fala de uma estrondosa derrota política de Almeida Henriques.

Filomena Pires, aponta também o dedo ao partido socialista, em querer a assinatura deste protocolo, até porque como salienta a candidata da CDU a maioria das câmaras envolvidas, são do PS.

A CDU Viseu contra a assinatura do protocolo intermunicipal que prevê a gestão da água em época de seca, em oito municípios, para Filomena Pires candidata comunista à autarquia, diz que os atuais SMAS, já têm competências para a realização de investimentos estruturantes no sistema de armazenamento, tratamento e distribuição de água.

 

Pode ver também

Chamas voltam a Mangualde e fazem uma vítima mortal

As chamas voltaram a ameaçar Mangualde e chegaram mesmo a fazer mais uma vítima mortal, …

Comente este artigo