Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / CDS Viseu quer medidas de regime especial para população e empresas afectadas pelos incêndios

CDS Viseu quer medidas de regime especial para população e empresas afectadas pelos incêndios

Face aos acontecimentos ocorridos nos últimos dias, o CDS Viseu vem em comunicado manifesta solidariedade para com todos aqueles que foram atingidos pelos incêndios, em todo o Distrito, mas em particular nos concelhos afetados pelas chamas, em Tondela, Oliveira de Frades, S. Pedro do Sul, Viseu, Castro Daire, Mangualde, Carregal do Sal, Santa Comba Dão, Nelas e Vouzela.

O CDS diz que é tempo de concertação e união em torno de um só objetivo, reerguer os concelhos e ajudar as empresas e famílias atingidas pela tragédia.

Uma causa mobilizadora e de coesão, envolvendo todas as autarquias, partidos, entidades administrativas, empresas, associações e cidadãos.

Hélder Amaral presidente da distrital do CDS Viseu, em declarações á Alive fm, diz que todo o processo após tragédia dos incêndios no distrito deve ser feito com o mínimo de presença politica.

Hélder Amaral, diz ainda que é necessário olhar para as causa que provocaram toda a tragédia dos incêndios no distrito de Viseu, e avançar com medidas a médio e longo prazo.

O CDS de Viseu pretende saber quais as medidas que o governo vai tomar para minimizar os efeitos dos incêndios nas vidas das pessoas e empresas da região.

O líder do CDS Viseu diz que o governo deve isentar de impostos e taxas todas as empresas e pessoas que pretendem reconstruir o que as chamas destruíram, Hélder Amaral diz que as pessoas e empresas da região, devem também beneficiar da medida de regime especial aprovada pelo governo, para a região de Pedrogão Grande.

A distrital do CDS de Viseu, em comunicado quer que o governo adote medidas de exceção para todos os que foram afetados pelos incêndios dos últimos dias.

 

Pode ver também

Hospital de Viseu: Deputados do PSD pedem reunião urgente com ARS Centro

Os deputados do PSD Viseu, reiteram “grande preocupação com o que consideram “desagradáveis episódios divulgados …

Comente este artigo