Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / CDS Viseu quer medidas de regime especial para população e empresas afectadas pelos incêndios

CDS Viseu quer medidas de regime especial para população e empresas afectadas pelos incêndios

Face aos acontecimentos ocorridos nos últimos dias, o CDS Viseu vem em comunicado manifesta solidariedade para com todos aqueles que foram atingidos pelos incêndios, em todo o Distrito, mas em particular nos concelhos afetados pelas chamas, em Tondela, Oliveira de Frades, S. Pedro do Sul, Viseu, Castro Daire, Mangualde, Carregal do Sal, Santa Comba Dão, Nelas e Vouzela.

O CDS diz que é tempo de concertação e união em torno de um só objetivo, reerguer os concelhos e ajudar as empresas e famílias atingidas pela tragédia.

Uma causa mobilizadora e de coesão, envolvendo todas as autarquias, partidos, entidades administrativas, empresas, associações e cidadãos.

Hélder Amaral presidente da distrital do CDS Viseu, em declarações á Alive fm, diz que todo o processo após tragédia dos incêndios no distrito deve ser feito com o mínimo de presença politica.

Hélder Amaral, diz ainda que é necessário olhar para as causa que provocaram toda a tragédia dos incêndios no distrito de Viseu, e avançar com medidas a médio e longo prazo.

O CDS de Viseu pretende saber quais as medidas que o governo vai tomar para minimizar os efeitos dos incêndios nas vidas das pessoas e empresas da região.

O líder do CDS Viseu diz que o governo deve isentar de impostos e taxas todas as empresas e pessoas que pretendem reconstruir o que as chamas destruíram, Hélder Amaral diz que as pessoas e empresas da região, devem também beneficiar da medida de regime especial aprovada pelo governo, para a região de Pedrogão Grande.

A distrital do CDS de Viseu, em comunicado quer que o governo adote medidas de exceção para todos os que foram afetados pelos incêndios dos últimos dias.

 

Pode ver também

Duas mulheres detidas em Moimenta da Beira por permanência ilegal no país

O Comando Territorial de Viseu, através do Núcleo de Investigação Criminal de Moimenta da Beira, …

Comente este artigo