Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / CDS Lamego exige que A24 seja segura

CDS Lamego exige que A24 seja segura

A concelhia de Lamego do CDS faz saber em comunicado que discorda da atitude da concessionária da A24 que liga Chaves a Viseu em desligar a iluminação pública nos nós da autoestrada.

“Considerando a decisão unilateral da NorScut/OperScut, concessionária do troço da A24 que liga Chaves a Viseu, procedendo ao corte de iluminação pública em todos os nós de ligação desta auto-estrada, especialmente e de maior sensibilidade, o nó de saída para o Hospital de Lamego, após reunião extraordinária para análise desta grave situação, a Comissão Política Concelhia de Lamego do CDS-PP decidiu expressar publicamente o seguinte:

*Manifestar o seu mais veemente repúdio por esta atitude demonstrativa de um poder caracterizado pela arrogância e prepotência, perpetrada pela concessionária NorScut/OperScut, em absoluto desprezo e desrespeito pelos cidadãos, empresas e instituições, afectadas por esta medida;

*Apresentar a sua mais profunda indignação contra este injusto e ímpar acto discriminatório, considerando que nos restantes troços de auto-estrada em Portugal, não ocorreu mais nenhum caso semelhante;

*Alertar o Presidente da República, Presidente da Assembleia da República, Primeiro-Ministro, Grupos Parlamentares de todos os Partidos Políticos, Provedor de Justiça e todos os candidatos a Presidente da República, para esta atitude discriminatória contra esta região do País, denotando um verdadeiro atentado aos valores de Igualdade conquistados em Abril de 1974;

* Denunciar, também, a decisão da concessionária NorScut/OperScut em reduzir de oito para quatro, o número de viaturas “limpa-neves” de apoio à A24, como ainda, a redução de duas para uma equipa de ajuda a avarias ou acidentes;

*Responsabilizar pessoalmente os administradores da concessionária NorScut/OperScut por eventuais acidentes que possam ocorrer nesta via, provocados pela reduzida visibilidade e insegurança, originados por este corte de iluminação pública;

*Exigir, porque a segurança não tem preço e a discriminação é intolerável e inaceitável, que a concessionária NorScut/OperScut reponha de imediato a ligação da iluminação pública em todos os nós de ligação deste troço de auto-estrada e as demais medidas de segurança afectadas pela infeliz decisão, reparando um erro injustificável e incompreensível com todas as populações afectadas”.

 

Pode ver também

Circuito Municipal das Escolas de Natação da época desportiva 2017/2018 já arrancou

O Circuito Municipal das Escolas de Natação da época desportiva 2017/2018 já arrancou. As Piscinas …

Comente este artigo