Câmara de Santa Comba Dão quer avançar com Centro Interpretativo do Estado Novo – Alive FM 89.9 FM – Viseu
Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Câmara de Santa Comba Dão quer avançar com Centro Interpretativo do Estado Novo

Câmara de Santa Comba Dão quer avançar com Centro Interpretativo do Estado Novo

A Câmara de Santa Comba Dão, pretende dar início, a curto prazo, à primeira fase de requalificação da escola-cantina Salazar, com o objetivo de instalar o Centro Interpretativo do Estado Novo.

António Oliveira Salazar, figura maior do Estado Novo, nasceu no Vimieiro, uma freguesia do concelho de Santa Comba Dão, mas a criação de um espaço dedicado àquele período da História portuguesa não foi pacífica ao longo dos anos.

Em 2007, o município de Santa Comba Dão, então presidido por João Lourenço, anunciou a intenção de criar um museu em torno da figura do antigo ditador, motivando um conjunto de movimentos contra e a favor.

João Lourenço pretendia desenvolver “um projeto que permitisse abordar de uma forma descomplexada um período da história, no qual Salazar foi figura maior”.

O projeto acabou por falhar por falta de capacidade financeira do município e também por não ter sido possível captar parceiros que investissem no projeto.

O atual presidente da Câmara, Leonel Gouveia, considera que a criação de um centro interpretativo do Estado Novo é “fundamental” como alavanca para todo o projeto de desenvolvimento turístico em curso no concelho.

O projeto que pretende desenvolver prevê a instalação do centro interpretativo do Estado Novo na escola-cantina Salazar, que foi construída naquele tempo.

O autarca espera que quem vier a visitar o centro “passe a conhecer uma época”, de forma dinâmica e interativa, num “espaço vivo de investigação e pedagógico”, daí considerar desadequado o nome de museu.

 

Pode ver também

Ministério da Justiça estuda proposta para ampliar tribunal de Viseu

Ministério estuda construção de 13 novos tribunais nos próximos 10 anos Governo defende agregação de …

Comente este artigo