Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Associação de Viseu de Portadores de Trissomia 21 promove projeto GamelIN

Associação de Viseu de Portadores de Trissomia 21 promove projeto GamelIN

A Associação de Viseu de Portadores de Trissomia 21 (AVISPT21) promove a partir de hoje, 12 de outubro até 03 de dezembro o projeto GamelIN. Trata-se de uma iniciativa que visa possibilitar o acesso à experiência prática da música e das artes plásticas (fazer, criar) às Pessoas Com Deficiência; promover a criação duma “comunidade inclusiva” a partir da criação musical com recursos que não requerem a aprendizagem formal da música, mas que permitem a satisfação estética, a expressão de ideias próprias e a criação de relações interpessoais.

O GamelIN tem como base o projeto Gamelão de Porcelana e Cristal, um instrumento coletivo criado pela Companhia de Música Teatral e constituído por centenas de peças de porcelana, faiança, grês, vidro e cristal. Enquanto escultura sonora, permite a exploração, criação e performance, tendo já provado em diversas circunstâncias ser instrumento inclusivo.

Esta iniciativa da Associação de Viseu de Portadores de Trissomia 21 estará dividida em dois géneros de workshops semanais: Workshops artísticos promovidos pelo CentroPontoArte, com o objetivo de envolver todos os participantes no processo avaliativo do projeto que decorrem entre 18 de outubro e 5 de dezembro,  sendo dinamizados no CentroPonteArte com sede em Viseu.

GamelIN culminará num concerto final que terá lugar no dia 3 de dezembro (Dia Internacional da Pessoa com Deficiência), acompanhado de uma exposição, ambas experiências musicais e artísticas de pleno direito, que o público geral aprecia sem preconceitos.

Os participantes do GamelIN serão jovens e adultos acompanhados pela AVISPT21 (pessoas com Trissomia 21), jovens e adultos acompanhados pela ASSOL (pessoas com deficiência ou perturbações do foro da saúde mental); estudantes do ensino secundário da Escola Secundária Viriato; estudantes do Conservatório de Música de Viseu e estudantes do ensino superior de Viseu.

O projeto tem como parceiros a ASSOL- Pólo de Viseu (Associação de Solidariedade Social de Lafões); Câmara Municipal de Viseu; Conservatório Regional de Música de Viseu Dr. Azeredo Perdigão; Escola Secundária Viriato; Escola Superior de Educação de Viseu e Teatro Viriato. No âmbito da parceria com o Teatro Viriato, a Companhia de Música Teatral irá promover um workshop para famílias, no dia 10 de novembro.

O projeto é cofinanciado pelo Programa de Financiamento a projetos pelo Instituto Nacional para a Reabilitação e conta também com o apoio do Município de Viseu.

 

Pode ver também

Movimento “Chega” de Vila Nova de Paiva exige requalificação urbana

Habitantes ligados ao Movimento “Chega”, criado recentemente, colocaram cartazes frente ao edifício da câmara de …

Comente este artigo