Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / 200 participantes na Conferência “Território e Ambiente, Uma Visão Integrada”
Jpeg

200 participantes na Conferência “Território e Ambiente, Uma Visão Integrada”

No sexta-feira, no Auditório da Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico de Viseu (ESTGV-IPV), realizou-se a conferência: TERRITÓRIO E AMBIENTE, UMA VISÃO INTEGRADA, culminando as comemorações dos 20 anos do Departamento de Ambiente da ESTGV-IPV.

A conferência contou com mais de 200 participantes, incluindo estudantes e outros membros da comunidade escolar do IPV, autoridades de segurança e protecção civil, representantes de ordens profissionais, deputados à assembleia da república, autarcas, empresários, técnicos na área do ambiente e do território e público em geral.

Após a Sessão de Abertura, Fernando Ruas apresentou uma comunicação relativa aos fundos europeus e à política comercial da União Europeia (UE), como duas alavancas para o desenvolvimento regional e nacional.

Na sua intervenção, o Deputado do Parlamento Europeu sublinhou os benefícios fundamentais da UE para o desenvolvimento socioeconómico de Portugal nos últimos 30 anos, a partir dos “fundos comunitários” ou de outros mecanismos económicos e políticos. Sobre a coesão territorial em Portugal relevou o papel vital das autarquias, mormente na execução de projectos europeus comparticipados, que no interior do país parecem merecer um maior alheamento pelo poder central. A este propósito, Fernando Ruas aludiu à polarização excessiva das áreas metropolitanas do Porto e, sobretudo, de Lisboa, o que no plano interno é contraditório com a política de subsidiariedade e coesão defendida pelos governantes nacionais “em Bruxelas”.

Helena Freitas proferiu uma comunicação sobre o Programa Nacional para a Coesão Territorial, recentemente aprovado em Conselho de Ministros. De entre as 164 medidas de valorização do interior do país que este contém, a Coordenadora da Unidade de Missão para a Valorização do Interior apresentou e justificou algumas das iniciativas que considera mais emblemáticas, diversas já em processo de implementação. Neste sentido, para além da manutenção ou reactivação de serviços públicos, salientou o papel dos Institutos Politécnicos para o desenvolvimento socioeconómico do interior do país.

Ainda no período da manhã ocorreu uma cerimónia evocativa dos 20 anos do Departamento de Ambiente da ETGV-IPV. Após uma alocução sobre a Data e deste percurso de 20 anos, proferida pelo Director do Departamento Luís Teixeira de Lemos, foi plantada a vigésima árvore de um nova área verde arborizada do Campus Politécnico. Este ato contou com a participação do Presidente do IPV, Fernando Sebastião, que já na Sessão de Abertura tinha parabenizado o Departamento de Ambiente, sublinhando ainda a sua grande relevância para a instituição.

À tarde, realizou-se uma mesa redonda sobre a “inovação tecnológica e o desenvolvimento regional sustentável”.

Em representação de Almeida Henriques enquanto presidente da Rede Portuguesa das Cidades Inteligentes, Nuno Nascimento abordou o papel do poder local e das smart cities, ilustrando com a política que para o efeito está a ser promovida na cidade de Viseu.

José Couto, Presidente da Direcção do Conselho Empresarial do Centro, referiu-se ao papel das empresas e dos empresários na inovação tecnológica e desenvolvimento regional sustentável.

O Bastonário da Ordem dos Engenheiros, Carlos Mineiro Aires, falou sobre o papel da engenharia e do engenheiro nestes novos tempos de mudança, crescentemente tecnológicos.

Como aconteceu relativamente às intervenções da manhã, seguiu-se um período de debate vivo.

 

Pode ver também

Movimento “Chega” de Vila Nova de Paiva exige requalificação urbana

Habitantes ligados ao Movimento “Chega”, criado recentemente, colocaram cartazes frente ao edifício da câmara de …

Comente este artigo