Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Primeira Jornalista Portuguesa viveu e estudou em Mangualde

Primeira Jornalista Portuguesa viveu e estudou em Mangualde

A primeira mulher a ter carteira profissional de jornalista em Portugal deixou-nos no dia 10 de Fevereiro. Nasceu a 31 de Agosto de 1911, em Lisboa, mas passou os seus primeiros anos de vida em Mangualde e Viseu. Para trás deixou um legado único na história do jornalismo português.

Em homenagem, João Azevedo, Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, explicou à AliveFm que decidiram dar a uma das ruas do concelho o seu nome.

Ainda sem data estipulada, o autarca garante que o momento terá de ser o mais digno e mais oportuno para o fazer.

Quando entrou nas redações portuguesas, Manuela Azevedo foi tratada pelos homens com cavalheirismo, numa época em que eram poucas as mulheres que eram jornalistas.

Começou a sua carreira no jornal República, em 1930, para o qual escreveu um artigo a favor da eutanásia, que acabou por ser censurado.

Foi no Diário de Lisboa que aprendeu jornalismo e onde escreveu alguns dos seus trabalhos mais importantes. Em 1946, disfarçou-se de criada para chegar ao rei Humberto II de Itália, um político que estava exilado em Sintra. Conseguiu entrevistá-lo e vender a peça para vários órgãos internacionais.

A sua carreira ficou marcada pelas suas reportagens fora do que era habitual.

Com mais de 60 anos de profissão, acabou a carreira aos 85 anos, no Diário de Notícias.

A jornalista e escritora morreu aos 105 anos, no Hospital de São José em Lisboa.

 

Pode ver também

Palácio do Gelo e Forum Viseu encerram maioria das lojas

A maioria das lojas do Palácio do Gelo e do Forum Viseu estão a fechar …

Comente este artigo