Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Portugueses e espanhóis exigem fim das portagens na A25

Portugueses e espanhóis exigem fim das portagens na A25

Representantes de entidades nacionais e espanholas estão a exigir, esta quarta-feira, 15 maio, na fronteira de Vilar Formoso, a abolição de portagens numa das autoestradas que serve a região, durante uma iniciativa da Plataforma Pela Reposição das Scut na A25.

A tribuna pública que junta portugueses e espanhóis tem por lema “Pelo Interior – Repor as Scut. Abolir as portagens na autoestrada A25 Aveiro – Vilar Formoso.

A Plataforma tem garantida a adesão das várias organizações sindicais que integram o Comité Sindical Inter-regional de Castilha e Leão, Beiras e Nordeste de Portugal, que é composto pela CGTP e UGT de Portugal e pelas Comissiones Obreras e UGT Espanhola.

A Plataforma disse na conferência de imprensa de apresentação da iniciativa de protesto, realizada em abril, que”estas quatro organizações reuniram e estão em consonância com os objetivos da ação”.

Os representantes dizem estar conscientes de que o problema das portagens é um problema económico e um problema social, e é nesse sentido que insistem na necessidade da abolição das portagens mesmo que através de reduções progressivas.

A Plataforma Pela Reposição das Scut na A25 integra sete entidades dos distritos de Castelo Branco e da Guarda, nomeadamente a Associação Empresarial da Beira Baixa, a União de Sindicatos de Castelo Branco, a Comissão de Utentes Contra as Portagens na A23, o Movimento de Empresários pela Subsistência pelo Interior, a Associação Empresarial da Região da Guarda, a Comissão de Utentes da A25 e a União de Sindicatos da Guarda.

 

Pode ver também

Centro Paroquial da Cunha Baixa recebe donativo da “Missão Continente”

O Centro Paroquial da Cunha Baixa, no concelho de Mangualde, recebeu um donativo de 20 …

Comente este artigo