Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / “O Ministro mentiu!” – Afinal o que se passa com o IP3?
psd

“O Ministro mentiu!” – Afinal o que se passa com o IP3?

Na passada 2ª feira, o Ministro do Planeamento e das Infraestruturas, afirmou, no Parlamento, que, em 2017, irá lançar o concurso para o estudo prévio para o IP3. Afirmou que o anterior Governo nada tinha feito nesta matéria e que apenas se tinha limitado a deixar um powerpoint sobre a futura Via dos Duques. Depois das afirmações do ministro Pedro Marques, o PSD vem provar exactamente o contrário.

Pedro Alves afirma que o projecto já estava em curso e com 11 interessados.

A Via-dos-duques deveria ser uma concessão rodoviária, com cobrança de portagens, cujo custo risco de investimento seria totalmente privado e o atual IP3 seria a alternativa não portajada, para que não sucedesse o mesmo que o IP5 e a A25.

Pedro Alves explica que a segunda razão pela qual o Governo cancelou o processo em curso se deve ao facto de não concordarem com o traçado que estava previsto de ligação ao nó de Coimbra. Ao invés disso pretendem recuperar o antigo traçado do IC12 com ligação a Anadia.

A última das razões para o não avanço da Via dos Duques, explica Pedro Alves, é o desvio do dinheiro de financiamento da I.P.

O deputado do PSD garante que o projecto, com este governo, não vai avançar nos próximos tempos.

Resumido, é isto:

O PSD vem exigir ao Ministro um pedido de desculpas público por “insultar a inteligência dos viseenses” e “assumir as opções e soluções do Governo para este constrangimento”. Pedem ainda que os deputados do partido socialista, eleitos pelo círculo de Viseu, “assumam as suas responsabilidades e compromissos com os viseenses e que, de uma vez por todas, deixem de se comportar como“moços de recados” do Governo e marionetas da geringonça.”

 

Comunicado na íntegra:

“Ministro do Planeamento e das Infraestruturas mentiu no Parlamento. Mentiu… é mentiroso!

A forma como os atuais governantes tratam os portugueses, no geral, e os viseenses, em particular, é inaceitável e insultuosa. Que os membros deste Governo eram descarados e sem vergonha, já todos tínhamos chegado a essa conclusão quando aceitaram integrar o executivo com apoio parlamentar da extrema esquerda e da esquerda comunista. Agora que a falta de ética e a mentira manipuladora fosse a cartilha oficial que alicerça os seus valores e prática política, não era sequer presumível.

Exige-se a todos os agentes políticos, independentemente das suas opções ideológicas, um comportamento ético, isento e sério, que respeite todos sem exceção. Na passada 2ª feira, o Ministro do Planeamento e das Infraestruturas, afirmou, no Parlamento, que,em 2017, irá lançar o concurso para o estudo prévio para o IP3, afirmando que o anterior Governo nada tinha feito nesta matéria e que apenas se tinha limitado a deixar uns powerpoint sobre a futura Via dos Duques. É falso!

Perante estas mentiras, não podemos ficar indiferentes. Embora os viseenses tenham sido “escaldados” com as habilidades socialistas ao longo dos anos, é sempre importante esclarecer as manobras de diversão em curso. Em 2015, não só, já estava a decorrer o processo de elaboração do estudo prévio, como é público que as Infraestruturas de Portugal (I.P.) receberam 11 propostas de elaboração do Estudo Prévio da Via dos Duques, entre o Coimbra e Santa Comba Dão, conforme comunicado das I.P. de 9 de Setembro de 2015(em anexo). Afinal, quem está a mentir? O Ministro ou o Instituto que tutela?

Conforme se pode ler no comunicado, tal como foi assumido pelo anterior Governo e apoiado pelos deputados do PSD, a Via-dos-duques deveria ser uma concessão rodoviária, com cobrança de portagens, cujo custo risco de investimento seria totalmente privado e o atual IP3 seria a alternativa não portajada, para que não sucedesse o mesmo que o IP5 e a A25.

Então porque cancelou o Governo o processo em curso?

Primeiro, porque faz parte do acordo de coligação assinado com “Os Verdes”, a não realização de qualquer parceria com privados em matéria de transportes – uma vergonha;

Segundo, não concordam com o traçado que estava previsto de ligação ao nó de Coimbra. Pretendem, agora, recuperar o antigo traçado do IC12 com ligação a Anadia – mais um embuste;

Terceiro, porque desviaram o dinheiro de financiamento da I.P. correspondente à contribuição do serviço rodoviário e não houve dinheiro este ano, nem haverá nos próximos, para realizar qualquer tipo de investimento de proximidade, quanto mais para investimentos desta envergadura – uma fraude!

Confrontados com estes factos, exige-se ao Ministro um pedido de desculpas público por insultar a inteligência dos viseenses e que assuma, claramente, as opções e soluções do Governo para este constrangimento. E, por fim, exorta-se os deputados do partido socialista, eleitos pelo círculo de Viseu, a assumirem as suas responsabilidades e compromissos com os viseenses e que, de uma vez por todas, deixem de se comportar como“moços de recados” do Governo e marionetas da geringonça.”

 

Pode ver também

psp2

2 detidos pela PSP por conduzirem alcoolizados

A Polícia de Segurança Pública de Viseu, no dia 21 do corrente mês e ano, …

Comente este artigo