Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Mangualde: Moradores promovem abaixo-assinado contra construção de aviário

Mangualde: Moradores promovem abaixo-assinado contra construção de aviário

O Partido Comunista questionou o Ministério do Ambiente sobre o projeto de construção de um aviário “dentro da área urbana” de Mesquitela, freguesia de Mangualde, que já deu origem a um abaixo-assinado por parte dos moradores.

O documento assinado por Ângela Moreira diz que o Partido Comunista tomou conhecimento, através dos moradores, de que “foi aprovado projeto de construção de um aviário dentro da área urbana em Mesquitela”, freguesia de Mangualde, no distrito de Viseu, e que, por isso, questionou o Governo sobre esta obra.

O PCP questionou “o Ministério do Ambiente se tem conhecimento se foi feito o conveniente estudo de impacte ambiental” e “que medidas vão ser tomadas para o devido tratamento dos inertes, estrumes e efluentes do equipamento avícola”.

O PCP quer saber ainda “que medidas vai o governo tomar para que sejam respeitadas as linhas de água históricas do local e o acesso das populações às águas subterrâneas”.

No documento enviado ao Ministério do Ambiente e da Transição Energética, o PCP refere que “a câmara pretende licenciar, ou já licenciou, o aviário”.

Segundo os moradores, “para o terreno em causa já estiveram previstos outros projetos, nomeadamente estufas para a produção de cogumelos e uma plantação de árvores de fruto”.

“Esta diversidade de propostas para o mesmo terreno levanta naturais suspeitas junto da população e interrogam-se sobre a razão que terá levado os promotores a alterar o projeto inicial”, realçam os Comunistas em comunicado.

No entender do PCP, e segundo os moradores, a construção de um aviário naquela área de cultivo tem “como consequência negativa visível da arbitrária movimentação de terras já verificada, o bloqueamento do curso de linhas de água naturais e o soterramento de captações e minas de água existentes nos terrenos”.

Neste sentido, o PCP conta que há um abaixo-assinado “com mais de 200 assinaturas, no qual se manifesta profunda preocupação com o impacto que a construção deste aviário terá no meio ambiente e na saúde de quotidiano dos moradores da região.

 

Pode ver também

Incêndio florestal em Penedono com origem em queima de sobrantes

O Núcleo Proteção Ambiental de Moimenta da Beira, identificou um homem de 61 anos, pela prática …

Comente este artigo