Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / IPViseu acolhe 1174 novos estudantes

IPViseu acolhe 1174 novos estudantes

Instituto Politécnico de Viseu aumenta pelo terceiro ano consecutivo o número de novos estudantes colocados no concurso nacional de acesso e reforça o seu posicionamento entre os 5 maiores politécnicos do país e primeiro dos politécnicos do interior.

Pelo terceiro ano consecutivo, o Instituto Politécnico de Viseu registou um aumento do número de candidatos colocados na 1ª fase do Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior (CNAES): 746. Este número representa mais 54 estudantes (9%) em relação aos 692 registados em 2015. Em 2014 tinham sido colocados 528.

A estes candidatos provenientes do Concurso Nacional de Acesso, acrescem os novos estudantes colocados nos regimes de reingresso, mudanças de curso e concursos especiais (locais): 428.

Globalmente, para já, quando ainda faltam realizar as 2ª e 3ª fases do CNAES, o Politécnico de Viseu assinala um total de 1.174 novos estudantes no espectro formativo das suas licenciaturas, que corresponde a uma taxa de ocupação de vagas de 89,2%.

Os resultados do Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior registam o melhor desempenho dos últimos 6 anos do Instituto Politécnico de Viseu, bem como o reforço do seu posicionamento entre os 5 maiores institutos politécnicos do país quanto ao número de estudantes colocados (superado apenas pelas instituições do litoral localizados em regiões com mais população), mantendo, assim, o estatuto de primeiro do interior do país.

Conhecidos os resultados das colocações da primeira fase do concurso nacional de acesso e dos concursos locais, o presidente do Instituto Politécnico de Viseu, engenheiro Fernando Sebastião registou com agrado “o aumento do número de alunos colocados no Concurso Nacional de Acesso, bem como o reforço do posicionamento da instituição entre os 5 maiores politécnicos do país ao nível do número de alunos colocados. Os concursos locais têm um impacto muito relevante nos resultados finais para avaliar a taxa de ocupação das instituições de ensino superior”.

Para o presidente da instituição “outro dado muito importante relaciona-se com o aumento do número de alunos colocados em 1ª opção (68%), que superou o valor de 2015 (61%), o que demonstra a preferência crescente e reforço da atratividade do IPV e da cidade de Viseu. Releve-se ainda o facto da Escola Superior Agrária ter sido a segunda escola de ensino superior politécnico com o melhor desempenho a nível nacional”.

No que concerne à menor procura nos cursos de engenharias que tem sido recorrente nos últimos anos, Fernando Sebastião enfatizou “o excelente desempenho do curso de Engenharia Informática, mantendo-se, no entanto, uma procura reduzida nos cursos em que é exigida a prova de Física e Química. Ficaram por ocupar a nível nacional 8.022 vagas e por colocar 6.856 estudantes, que se vão juntar aos candidatos que só podem concorrer à 2ª fase do Concurso Nacional, em virtude de terem tido aprovação nos exames nacionais apenas na 2ª chamada. É previsível que na próxima fase o número de candidatos se equipare ao número de vagas, razão pela qual o IPV terá grandes probabilidades de vir a ocupar a maioria das vagas sobrantes da primeira”.

O presidente do Politécnico de Viseu acrescentou ainda que “o Instituto admitiu, ao nível dos concursos locais, mais 428 candidatos, situação que viabiliza só por si a manutenção do funcionamento dos cursos com menor procura no concurso nacional, para os quais de qualquer modo se espera um aumento de colocados nas fases seguintes daquele concurso.”

Para o engenheiro Fernando Sebastião “as colocações só terminam com as três fases do concurso nacional concluídas e com os regimes e concursos especiais. No entanto, os números atuais, criam boas expetativas para o resultado final, prevendo o próprio Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior em nota divulgada sobre análise dos resultados que no final das três fases do concurso o IPV possa vir a admitir 1.547 novos estudantes”. Neste número e nesta análise não estão ainda contabilizados os 330 candidatos aos Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP).

 

Pode ver também

Obras de conservação do Pelourinho de Ferreira de Aves vão avançar em 2018

A junta de freguesia de Ferreira de Aves incluiu no Plano de Actividades e Orçamento …

Comente este artigo