Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Escavações mostram potencial arqueológico de Patarinho, em Santa Comba Dão

Escavações mostram potencial arqueológico de Patarinho, em Santa Comba Dão

As escavações arqueológicas começaram no início do mês e terminam no dia 26, no âmbito da tese de doutoramento do arqueólogo Pedro Matos, na Universidade de Coimbra

Estudantes de arqueologia estão a participar em escavações na encosta do Patarinho, em Santa Comba Dão, que deverá ter sido ocupada entre o período romano e os inícios da Alta Idade Média.

As escavações arqueológicas começaram no início do mês e terminam no dia 26, no âmbito da tese de doutoramento do arqueólogo Pedro Matos, na Universidade de Coimbra.

Esta campanha tem como objetivo “a compreensão do povoamento antigo, enquadrado entre as épocas romana e medieval, no espaço entre o Rio Mondego e a Serra do Buçaco”, explica a autarquia.

Segundo Pedro Matos, “Patarinho possui um potencial arqueológico já há muito conhecido pelos santacombadenses”.

Esta campanha pretende “mostrar as estruturas habitacionais e vestígios materiais deste antigo assentamento, bem como analisar a situação que ocupava dentro de uma mais vasta rede de contactos e trocas comerciais à escala regional”, explica.

O arqueólogo sublinha que se trata de “um local cuja área de dispersão de artefactos identificados à superfície ultrapassa os cinco hectares”, fazendo crer que se trata de “uma grande quinta (villa) romana, ou mesmo, uma pequena povoação” nas proximidades da foz do Dão.

“Há ainda a possibilidade de ter sido um importante entreposto comercial que albergaria um embarcadouro do Mondego, navegável até este ponto, a partir de onde escoariam, pelas vias terrestres da Beira Alta, os produtos regionais e importados vindos do litoral, ou das cidades de Conímbriga e Aeminium (Coimbra)”, adianta.

De acordo com Pedro Matos, “entrando na Alta Idade Média, esta zona continua como espaço habitacional, certamente configurado por casas de arquitetura mais modesta, cujos habitantes deixaram o seu testemunho nas sepulturas escavadas na rocha, hoje facilmente identificáveis”.

Durante as escavações, têm surgido achados arqueológicos, sendo o de maior visibilidade uma estrutura antiga.

O seu período ainda foi precisado, mas, pela envergadura e tipo de materiais utilizados, comprova a existência “de um assentamento de expressão, em termos estruturais, localizado entre Cagido e Óvoa”, explica o arqueólogo.

Os trabalhos estão a envolver 16 estudantes de arqueologia da Universidade de Coimbra, que contam com a orientação dos professores Helena Catarino e Ricardo Costeira.

A autarquia avança que os artefactos recolhidos nesta campanha serão, em breve, mostrados à comunidade, sendo previsível que futuramente se realizem outras escavações neste sítio arqueológico.

A campanha arqueológica em curso está a ser apoiada logística e financeiramente pela Câmara de Santa Comba Dão e pela União de Freguesias de Óvoa e Vimieiro, por reconhecerem a sua importância no âmbito da valorização patrimonial.

 

Pode ver também

Nove anos de prisão efectiva para mulher acusada de burlar cidadãos franceses

As quatro pessoas acusadas de sequestro e burla a cidadãos franceses foram condenadas no Tribunal …

Comente este artigo