Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Empresas de Viseu recebem incentivo de 13 milhões de euros dos fundos comunitários

Empresas de Viseu recebem incentivo de 13 milhões de euros dos fundos comunitários

O conjunto de empresas da região Viseu Dão Lafões têm um investimento total de 22.883.193,72 € sendo comparticipado pelos fundos comunitários com 13.102.338,88 €.

O Programa Centro 2020 aprovou mais 200 projectos para empresas da Região Centro, que correspondem a um investimento de 225 milhões de euros e a um apoio do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) de 126 milhões de euros. Tratam-se de 167 projectos de Inovação Produtiva (108 milhões de euros), 16 de Empreendedorismo Qualificado e Criativo (10 milhões de euros) e 17 de Investigação e Desenvolvimento Tecnológico (8 milhões de euros).

Nos 200 projectos agora aprovados, destacam-se cinco sectores de actividade, que representam 60% do apoio FEDER do Centro 2020 a  projectos empresariais da Região: o da metálica (com 31.7% dos apoios), o dos materiais de construção (com 8.4% dos apoios), o da borracha e plásticos  (com 7% dos apoios), o da mecânica e electrónica  (com 6.2% dos apoios) e o do têxtil, vestuário e calçado  (com 6% dos apoios).

Neste conjunto de projectos, os territórios mais dinâmicos correspondem às Comunidades Intermunicipais (CIM) de Leiria (com 28.4% dos apoios), de Aveiro (com 19.8% dos apoios), do Oeste (com 15.5% dos apoios) e de Coimbra  (com 12.9% dos apoios), que representam globalmente cerca de 77% do FEDER aprovado pelo Centro 2020.

Até ao momento foram aprovados na região Centro, pelo Portugal 2020 (programas Centro 2020 e Compete 2020), 2.294 projectos empresariais que envolvem um investimento de 1.995 milhões de euros e uma comparticipação FEDER de 992 milhões de euros. Estes projectos iniciaram já a sua execução, pois já foram transferidos do Portugal 2020 para as empresas da região Centro 120,8 milhões de euros.

De acordo com a Presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), Ana Abrunhosa, “a região só cresce e cria emprego se houver investimento. Neste contexto, o investimento empresarial, sobretudo aquele com perfil inovador e diferenciador e que permite às empresas concorrerem no mercado global, é absolutamente determinante. É precisamente para apoiar este investimento que temos os fundos comunitários. Podemos dizer que as empresas da Região Centro estão a cumprir o seu papel e estão a aproveitar esta oportunidade dos apoios comunitários”.

 

Pode ver também

Autarca de Sátão reuniu com Ministra da Justiça

Já depois de ter tomado posse como presidente da Câmara de Sátão, Paulo Santos, reuniu …

Comente este artigo