Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Viseu: Companhias de teatro adaptam programa depois dos cortes financeiros
Fotografia Teatro Viriato

Viseu: Companhias de teatro adaptam programa depois dos cortes financeiros

Meses depois de anunciados os resultados finais do programa de apoio sustentado da Direção-Geral das Artes (DGArtes), várias companhias que viram os seus financiamentos reduzidos ou excluídos dizem estar a adaptar as estruturas ou a reduzir as programações.

No Teatro Viriato, em Viseu, “houve necessidade de repensar a estrutura” e, segundo a diretora Paula Garcia, foi necessário “prescindir de elementos da equipa fixa e, inevitavelmente, essa reestruturação também passa pela programação artística”.

A Associação Cultural e Recreativa de Tondela (ACERT), que teve uma redução de 52 mil euros por ano, em relação ao apoio anteriormente concedido, segundo o diretor, José Rui Martins, descarta a possibilidade de saídas de profissionais, porque “na ACERT os despedimentos não decorrem em moldes meramente empresariais”, uma vez que “pertencer à equipa (…) é uma opção que não se consubstancia numa relação somente salarial, mas [tem] uma implicação apaixonada por um projeto com que se sonha”.

 

Pode ver também

Sátão: nova configuração dos expositores da “Feira do Míscaro” foi um sucesso

Foi um sucesso a 13ª edição da “Feira do Míscaro” de Sátão, que decorreu neste …

Comente este artigo