Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Viseu: Companhias de teatro adaptam programa depois dos cortes financeiros
Fotografia Teatro Viriato

Viseu: Companhias de teatro adaptam programa depois dos cortes financeiros

Meses depois de anunciados os resultados finais do programa de apoio sustentado da Direção-Geral das Artes (DGArtes), várias companhias que viram os seus financiamentos reduzidos ou excluídos dizem estar a adaptar as estruturas ou a reduzir as programações.

No Teatro Viriato, em Viseu, “houve necessidade de repensar a estrutura” e, segundo a diretora Paula Garcia, foi necessário “prescindir de elementos da equipa fixa e, inevitavelmente, essa reestruturação também passa pela programação artística”.

A Associação Cultural e Recreativa de Tondela (ACERT), que teve uma redução de 52 mil euros por ano, em relação ao apoio anteriormente concedido, segundo o diretor, José Rui Martins, descarta a possibilidade de saídas de profissionais, porque “na ACERT os despedimentos não decorrem em moldes meramente empresariais”, uma vez que “pertencer à equipa (…) é uma opção que não se consubstancia numa relação somente salarial, mas [tem] uma implicação apaixonada por um projeto com que se sonha”.

 

Pode ver também

Inaugurado há um mês Pavilhão Municipal de Mangualde “mete” água

As obras de requalificação do Pavilhão Municipal de Mangualde, foram inauguradas no passado dia 19 …

Comente este artigo