Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Cereja de Resende: “O mosquito não levou a melhor” com as 10 mil armadilhas oferecidas
KONICA MINOLTA DIGITAL CAMERA
KONICA MINOLTA DIGITAL CAMERA

Cereja de Resende: “O mosquito não levou a melhor” com as 10 mil armadilhas oferecidas

A Câmara Municipal de Resende decidiu oferecer armadilhas aos produtores de cereja do concelho para combater e minimizar os estragos que um fiel e cruel mosquito tem tido prazer em atacar.

Resende sofreu uma quebra entre 55 e 60% na produção no ano passado devido a duas pragas: a do tempo e do insecto.

O presidente da autarquia, Manuel Trindade, lembra que a produção da cereja é a actividade mais importante da economia do município. Como tal, tinha de fazer algo para não passarem pelo mesmo.

A solução passou pela aquisição de 10 mil garrafas, num investimento a rondar os 10 mil euros pela autarquia, distribuídos de freguesia em freguesia a quase 300 produtores.

O autarca Manuel Trindade garante que “o mosquito não levou a melhor” porque os resultados da medida já são visíveis.

O concelho de Resende produz, em média, 3.500 toneladas de cereja, um quarto do total da produção nacional.

Nos dias 3 e 4 de Junho, Resende abre as portas ao seu XVI Festival da Cereja.

Peça de Maria Sousa/AliveFm

 

Pode ver também

bispo

Bispo de Viseu apresentou renúncia ao cargo por motivos de saúde

Segundo a Agência Ecclesia, D. Ilídio Leandro, Bispo de Viseu, apresentou ao Papa a sua renúncia …

Comente este artigo