Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Animais estão a morrer nos concelhos do Carregal do Sal e Santa Comba Dão devido a esgotos a céu aberto
etar_2

Animais estão a morrer nos concelhos do Carregal do Sal e Santa Comba Dão devido a esgotos a céu aberto

O bloquista afirma que é urgente e essencial encetar um programa de emergência intermédio para resolver o problema.

O deputado do Bloco de Esquerda esteve de visita aos dois concelhos, Pedro Soares afirma que em Carregal do Sal, no conjunto de 36 Estações de Tratamento de Águas Residuais e de várias fossas céticas, apenas uma minoria estão licenciadas, o que significa que todos os outros equipamentos de recolha e tratamento de águas residuais são drenados diretamente para as linhas de água sem tratamento” e relativamente a Santa Comba Dão, “em 31 ETAR e nove fossas céticas, só uma está licenciada”.

Nestes concelhos há animais que morrem devido a doenças provocadas pelos esgotos a céu aberto.

O deputado Pedro Soares alerta que estes dois concelhos estão a provocar um grave problema ambiental junto da bacia hidrográfica do Mondego, com a contaminação das linhas de água.

A situação dos esgotos a céu aberto nos concelhos do Carregal do Sal e santa Comba Dão é a inda mais grave quando os autarcas comunicaram ao deputado que não têm condições financeiras para resolver o problema.

O deputado Pedro Soares salienta que o plano de solução para os concelhos passaria pela construção de seis novas ETAR’s, mas sem financiamento garantido não há expectativas para a sua execução.

Pedro Soares fez questão de lembrar que “os problemas de saneamento de Carregal do Sal ou de Santa Comba Dão têm impacto na rede hidrográfica do Mondego e de outros cursos de água importantes” e como tal um problema que seria de um só concelho passa a ser responsabilidade nacional.

 

Pode ver também

PAPA FRANCISCO

Papa Francisco aceitou pedido de resignação do bispo de Viseu

D.Ilídio Leandro já recebeu o consentimento de Roma quanto ao seu pedido de resignação por …

Comente este artigo